Don’t be sad because it’s over, be happy because it happened

Após meses de  melancolia com nosso projeto depois de tudo que aconteceu, hoje finalmente tomei coragem de voltar a  escrever. Aos poucos estava mentalizando voltar, mas hoje tive o empurrãozinho final e me motivei. Mal consigo acreditar que já fazem quase cinco meses que chegamos aqui no Brasil e que nossa expedição terminou. As coisas estão acontecendo em uma intensidade tão grande que só consigo pensar e viver dia à dia e quando olho para trás parece que tudo aconteceu ontem. Ainda sinto a brisa do vento no meu rosto quando velejávamos, sinto a energia de cada por do sol que vivenciávamos quando estávamos jantando na nossa casinha flutuante. São tantas as lembranças boas que acabei evitando vivencia-las para não gerar a nostalgia incontrolável que isso me dava e para ter energia para poder focar no tratamento da pequena.
 
 A verdade é que hoje estamos mais felizes pelas vivências que tivemos do que tristes porque a expedição terminou. Tenho muita gratidão por cada segundo vivenciado  e mais gratidão ainda por termos conseguido voltar ao Brasil de forma tão rápida e termos sido recepcionados tão bem. Graças a ajuda da minha família, amigos e conhecidos, depois de dado o diagnóstico embarcamos rumo ao Brasil em quarenta e oito horas e em menos de vinte quatro horas estávamos sendo atendidos no hospital e ainda via SUS (pois afinal já não tínhamos mais plano de saúde). No segundo dia refizemos as tomografias e o resultado se confirmou. 
 
Começamos o tratamento no mesmo dia e junto começou a luta, minuto a minuto, dia a dia para sobreviver, ter gratidão pela vida e forças para ainda assim ser feliz. Uma nova realidade passou a fazer parte da nossa vida, a de ver muita coisa triste e vivenciar momentos muito difíceis. Situações difíceis que nos fazem crescer, amadurecer e passar a experienciar a vida de uma maneira ainda mais sutil. Duro mas muito enriquecedor. Tudo isso só reforça a minha gratidão por cada momento de alegria e felicidade que tivemos nesta expedição. Vivemos a vida intensamente, cada minuto e cada suspiro dela. Ainda temos alguns passos a dar nesta luta com a pequena mas estamos mais fortes do que nunca para superar tudo e para então seguir o nosso novo caminho juntos. 
 
 
 
 
Please follow and like us:
Liked it? Take a second to support LifeSomewhere on Patreon!

Deixe uma resposta