como viver a vida ao maximo
VIVER VIDA AO MAXIMO

Como começar a viver a vida ao máximo

 
 
Transformações acontecem de muitas maneiras, mas a base para ele é o despertar. Estar acordado para a vida, para o momento presente dá-lhe a oportunidade de ver e experimentar as coisas de outra maneira e escolher onde eo que você quer transformar-se. Então, se você quiser mudar sua vida, você tem que mudar-se primeiro. E se você já está procurando meios sobre como fazer isso, como você está agora, é porque você de alguma forma já vê que há muito mais para a vida do que o que tem vivido ou porque você não pode viver assim mais. Qualquer uma das duas situações, você está certo. 
 

Como iniciar o processo de viver a vida ao máximo? 

como viver a vida ao máximo

 

  1. Tome uma decisão: nenhuma mudança pode ocorrer em nossas vidas se não estamos determinados a ele. Tem certeza que quer mais para sua vida? Está preparada para o trabalho? Como mencionei antes, viver a vida ao máximo não tem nada a ver com um estilo de vida de prazer instantâneo. Ele requer, foco, disciplina e determinação, mas eu garanto que você vai ter uma vida muito mais cumprida.

2. Pertubado : comece sentir-se  perturbado com o que você não gosta sobre sua vida.  Faça uma lista, realce as coisas importantes que estão faltando em sua vida e o que você quer mudar. Certifique-se de que você está tão perturbado que você está disposto a fazer qualquer coisa que leva para mudar sua vida para melhor.

3. Comece a experimentar: até agora você provavelmente já sabe o que viver a vida ao máximo significa, certo? Conhecer e compreender é muito importante, mas agora que você já tomou a decisão você tem que começar a experimentar o conceito pouco a pouco. Se você está há muito tempo distante de seu verdadeiro eu, vivendo uma vida com foco em bens materiais e momentos de prazer instantâneo, pôde ser inicialmente difícil vivenciar. Mesmo que você realmente queira, você pode não sentir os conceitos ainda. Isto é completamente normal. Viver a vida ao máximo não é apenas pressionar um botão  e mudar tudo de repente. Em vez disso, viver a vida ao máximo é sobre pequenas ações que pouco a pouco vão se somando e fazem a sua vida completa. 

4. Não espere que tudo seja perfeito para começar. Comece agora. Você vai ter sucesso em algumas coisas, mas você também vai falhar em outras coisas. Mas a coisa mais importante é começar a experimentar o conceito.  Lembre-se, cada minuto traz a oportunidade de escolher entre fazer a mesma coisa que faz  há tempos ou fazer  diferente, da maneira que você gostaria que fosse. Não pense mais, basta escolher agora o que faz você se sentir melhor. Não precisa de ser uma decisão grande. Pode ser apenas uma ação rotineira pequena. Pouco a pouco você dominará sua vida em cada aspecto que você quiser. 
 
 
Como começar a viver a vida ao máximo
    
 Eu descobri que cada vez que eu ia ao shopping eu voltava para casa me sentindo terrível. Eu entrava em uma mentalidade completamente negativa e materialista. Eu sentia que não tinha o suficiente, que eu não era bonita o bastante, que eu precisava de muito mais dinheiro para se sentir feliz. Nos velhos tempos, esse sentimento se acumularia em outras coisas como  nos hábitos alimentares e  de exercício me levando a um ciclo muito baixo. Quando comecei a experimentar o conceito de viver a vida ao máximo, comecei a observar meus sentimentos e notei olhando para trás que eu tinha um padrão repetitivo que acontecia toda vez que eu ia ao shopping. Eu gostava no momento em que eu estava lá, mas então eu me sentia mal horas depois. Depois de perceber isso, o que eu passei a fazer?  Passei a recusar estes  convites para ir ao shopping. Ao invés,  eu passei a fazer algo simples, mas que eu sempre adiava (por exemplo, ir ao parque). E isso foi tão bom. Não só porque ir para o parque é ótimo, mas porque eu notei que consegui deixar de  cair na armadilha. Eu deixo permito que minha voz interior fala e não fique em segundo plano.
 
5. Escolher e observar, observar e escolher, limpar e repetir:  observe os sentimentos que você tem depois de fazer uma escolha. Se se sente bem, é porque tomou a decisão certa. É claro que se eu mudasse de  ir para o shopping para ficar em casa e não fazer nada, isso  não me faria sentir bem. Eu acabaria indo ou ficando entediada em casa ou lamentando não ter ido. 
 
      Cada ação que você faz, você pode experimentar o conceito de viver a vida ao máximo e fazer novas escolhas, de acordo com o que  você realmente quer. Escolha a  escolha você construirá um estilo de vida novo. Observe a si mesmo. Observe tudo o que você está fazendo e que  poderia estar fazendo de forma diferente. Escolha e faça de forma diferente e observe novamente. Faça ajustes e repita em cada área de sua vida.
 
   
6. Questione-se: não se esqueça, cada minuto da nossa vida é precioso, e  para vivê-la como se fosse seu último minuto você tem que perguntar a si mesmo, “é isso que eu realmente quero fazer?” E ,”isso vai me fazer sentir feliz?” Às vezes, o que você quer fazer leva tempo, esforço e a necessidade de sair da zona de conforto. Vá em frente, coloque mais esforço  e se senta o sentimento de bem-estar que vem logo  depois que você tomar a decisão de fazer o que quer que seja.
 
 7. Não fique sobrecarregado: Claro que em um dia você não será capaz de escolher tudo diferente. Não se preocupe. Não fique sobrecarregado sobre isso e quanto tempo vai demorar para você mudar sua vida e viver a vida ao máximo. Se você realmente quer isso, você terá a paciência para reconstruí-la passo a passo.  O teu futuro e a tua nova vida dependem do que fazes hoje e de todas aquelas pequenas escolhas que fazes todos os momentos. Mesmo que você não possa mudar tudo hoje, a menor experiência já lhe dará energia e  realização suficiente para manter até o próximo passo. 
 

 Meu primeiro passo para viver a vida ao máximo 

Baía de maracas e família como começar a viver a vida ao máximo

Eu tive que aprender a viver a vida ao máximo da maneira mais difícil. Hoje eu vejo que o meu processo começou em novembro, 2011. Eu estava desesperada. Eu era uma workaholic, fumava, bebia socialmente , (Lembre-se que eu disse sobre como fazer essas coisas que lhe dão prazer momentâneo?) Eu também estava financeiramente quebrada. Um estilo de vida saudável era o último item na minha lista, eu costumava me alimentar  muito mal. Por último, descobri que  estava grávida (que foi uma grande notícia assustadora inicialmente). Tinha que mudar a minha vida urgentemente.
 
Como aquelas coincidências  que acontecem a nós, na mesma semana ,eu estava olhando para começar a fazer Yôga. E então eu comecei e esse foi o meu primeiro passo. Sete anos depois, eu vejo ele como o passo mais importante que tomei. Claro que como tudo o que começamos a aprender, no início, eu senti como se eu não fosse boa o suficiente. Parecia que eu não sabia como fazer as coisas. Geralmente com essa frustração vem a parte que  desistimos. Mas naqueles dias eu não podia desistir, eu estava farta de mim e da minha vida e eu tinha que transformá-la, fosse o que fosse. Então eu continuei indo regularmente nas aulas, lendo e estudando. Em vez de olhar para o resultado que me fazia deprimida,  eu focava no processo, na consistência e disciplina para continuar.  
 
Isso foi apenas o começo do que eu sei é um processo contínuo. Eu atribuo todo o meu processo de transformação para  um “pequeno” momento de decisão que eu tomei. O trabalho nunca acaba. Eu já posso sentir tanta transformação à frente, mas também me sinto muito grato por toda a transformação que eu tive. 
 
Você está em um caminho de transformação? 
 
 
 
 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *